Estamos finalizando o Ano, muitos Japamalas feitos com todo carinho e exclusividade!!
Podemos concluir que este cada vez mais nos deparamos com muito mais pessoas meditando!!
Um mundo melhor estará nascendo em 2018, certamente.
E em 2018 teremos muito mais peças exclusivas!
Caso nao encontre o japamala do seu jeitinho, entre em contato!
E não se esqueça, cadastre-se para receber nossas novidades!! Tem muitas chegando pra final de dez e janeiro!

BIBLIOTECA - (Acesso cliente)

Este espaço é reservado para você cliente que realizou a compra conosco!

Após sua compra você receberá Login e Senha para clicar nos links abaixo, e acessar nossos materiais de apoio em audio ou pdf:


Livros, audios & materiais em PDF



IMPORTANTE:

  • No menu lateral desta pagina você poderá saber mais do que é o Japamala e ver como utilizar  (2 videos no fim do texto)


Pedimos a gentileza de não compartilhar publicamente os materiais, nem nem hospedar em pasta publica, pois é brinde para quem adquire nossos produtos!
Gratidão!


Abaixo um texto meu sobre os Mantras e o Japamala:


De fato, o comercio aqui no Brasil, muitas vezes coloca no descritivo para atrair seus clientes, de que o japamala adquirido segue "imantado", "ungido", etc, mas pra quem segue mesmo a filosofia, sabe que de fato isso só pode acontecer pelo próprio portador.


Com ele em suas mãos, você pode escolher um mantra que se identifique (e se precisar de auxilio também pode me contactar), e após praticando 40 dias, a energia vai impregnar no japamala, tornando-o assim protetivo também. (você poderá ler mais sobre o efeito da sonoridade dos mantras e do sânscrito aqui: O Sanscrito que você nao sabia...)


O que você pode fazer para iniciar, é passar o fio da fumaça de um incenso, segurá-lo nas mãos, e mentalizar suas intençoes, pois as pedras armazenam toda energia, inclusive a do pensamento . 


Com seu login e senha ja informado, ao clicar no link dos arquivos, poderá ler meu livro sobre pedras, e compreender mais da interação delas!


Portanto, a pratica é que irá ungir seu mala!



Vou iniciar esta primeira parte falando de seus efeitos de modo geral, tomando como trecho as palavras de Krishna Das, (cantor de mantras conhecido internacionalmente cuja história é bem interessante vide livro - Cantar para viver):

"Quando nos voltamos para dentro, para o lugar mais profundo dentro de nós mesmos, tudo o que queremos na vida - nossos desejos benéficos, ou as coisas que nos ajudam na vida, acabam chegando até nós.

Por meio da repetição do Nome, todos os desejos que nos são úteis no caminho serão realizados, e as coisas que nos magoam serão removidas".


Práticas espirituais são capazes de desacelerar o filme de Mim Mesmo que cada um dirige todo dia incansavelmente....


Gradualmente com esta pratica, vamos negociando uma régua com aquilo que percebemos como um mundo externo a nós: o imediatismo das reações por impulso diminui e nós temos a chance de não reagir com tanta rapidez. Nós fazemos um acordo com nós mesmos para não acreditar em tudo que pensamos, para permitir que se passe algum tempo até que possamos ver se as reações tem base no que realmente está acontecendo ou estão apoiadas no que pensamos estar acontecendo. (e isso claro, com o auxilio da ressonancia fisica do som nos órgaos - esta parte dos efeitos fisicos falarei adiante)


Continuando, ao praticar os mantras e sua musicalidade, nós nos movemos na direção do lugar dentro de nós que não é tão impulsivo, em que nos sentimos melhor a respeito de nós mesmos porque há mais paz. É lá que o amor se esconde. Esta trégua experimental é igual a uma preliminar. Nós nos aproximamos do Bem Amado que vive dentro de nós e em todos os seres - e começamos a experimentar o que realmente significa amor.


Com o tempo, vamos criando dentro do cérebro e de nosso inconsciente um espaço vazio de paz, de serenidade onde quanto experimentarmos uma vivencia turbulenta por exemplo, imediatamente "puxamos" e nos conectamos com este lado e teremos mais sabedoria e serenidade para lidarmos.


Quando damos inicio a uma pratica como cantar mantras, não achamos que possa realmente funcionar. Nós meio que temos aesperança de que possa ser bom pra nós mas não podemos imaginar qual vai ser o resultado de uma pratica e esse é o objetivo. Se nós fôssemos capazes de imaginar, seria apenas uma projeção da mente e não algo que surge do fundo e nós.


Está tudo aqui dentro e não lá fora. Mas nós fomos programados a não confiar, a não ter consciência de nossos sentimentos e intuição a respeito das coisas.


Está tudo aqui esperando por nós, lá dentro, mas estamos com o numero de telefone errado. Então discamos todas as combinações daquele numero tentando acertar. Um dia vamos entoar o Nome do jeito certo uma vez, de coração e a conexão vai se completar.

Entoar o nome leva embora aqueles pensamentos que nos dizem: Ah, nunca vai acontecer; Eu não vou conseguir. Eu não sou suficiente; seja lá o que for. Todas estas histórias que contamos a nós mesmos e que nos desligam - e é isso que conseguimos largar com o meio da pratica. O que sobra é o que sempre esteve lá.


Nas palavras de Anandamayi Ma:


Se você ficar esfregando uma tigela suja, sua própria swarup (forma verdadeira) vai se revelando gradualmente , e então você descobre se é de cobre, latão, prata, etc.

Assim, com a repetição do Nome de Deus, sua própria swarupa se revela.


Portanto, faça isso o tempo todo, independente de estar disposto ou não.

A maneira como nos sentimos acerca de nós mesmos é o que governa a nossa qualidade de vida.


Com a pratica nós começamos a relaxar de verdade em relação a nós mesmos e nos sentir bem. A negatividade do outro se dissolve quando vem na nossa direção. Ao não reagir e não expulsar a pessoa, ajudamos naturalmente que ela se desfaça de suas questões também. " Krishna Das-Cantar para Viver.


Uma vez alguem perguntou a Maharaj-Ji:


-Eu devo repetir o nome de Deus mesmo sem ter fé nem sentimentos de devoção?


E ele respondeu:


-Bom, alguma coisa é melhor do que nada. No começo, pode ser que a pessoa não seja inteiramente sincera, mas com o tempo, o coração se abre e um anseio puro vem a tona.[..]O simples ato de fazer é uma devoção. Com a repetição c onstante destes Nomes, a presença que se esconde em nós é revelada. A pedra preciosa já está lá, mas simplesmente está encoberta por nossas questões". Krishna Das-Cantar para Viver


Sobre a linguagem e a musicalidade dos Mantras


Os mantras são escritos em sânscrito, e grosso modo, ao cantá-los, diz se repetir o nome de Deus.


O que considero muito mais adequado e flexível em termos desta filosofia, é que ela reconhece que cada Divindade é uma espécie de avatar cuja história trabalha-nos internamente ao pass o que nos identificamos em determinado momento ao qual carecemos desta força e assim meditamos seu mantra (ex. Lakshimi, Shiva, Ganesha, Hahnuman, Durga, etc), salvo Krishna, Jesus, Buda, e outros que foram seres existentes no mundo real - cada qual com sua missão e linguagem adequada à região em que surgiram.


Conhecendo-se então mais sobre os Avatares, o que na psicologia chamaríamos de arquétipos (as figuras que nos inspiramos e muitas vezes assumimos como postura e modelo em determinadas circunstâncias), mais sintonia teremos, definindo na ocasião oportuna qual mantra/energia precisamos estar trabalhando no momento.


Para saber qual mantra será mais adequado a si , há no site uma lista deles com explicação de sua funcionalidade e energias trabalhadas vide "biblioteca virtual".


Alem desta parte sobre as divindades, há uma razão maior dos mantras serem mantidos até hoje nesta linguagem original.


Voltando um pouco na história, onde não existia ainda o cristianismo, o sânscrito fora se não a primeira, uma das primeiras línguas a se utilizar no planeta. Após veio o latim, alemão, inglês, francês, etc.


Quem a estuda com proficuidade a compara com a mais alta tecnologia, pois ela consegue alem de sua função da comunicação, coligar sons com a emoção da palavra a ser dita/transmitida, bem como com o equilíbrio dos órgãos, alem de resumir com mais eficiência o que gostaríamos de transmitir sem ter que elucubrar muito.


Assim, não é a toa que os mantras tem uma função comprovadamente cientifica em seus efeitos no corpo/organismo, independente de você seguir ou não a religião/filosofia que ela se corresponda.


Ilustrando este aspecto, quando vamos ao hospital realizar o exame de ultrassom por exemplo, este consegue captar a cor de nossos órgãos conforme o comprimento de energia/onda que vem da temperatuda do órgão, e dá a cor correspondente. Os mantras então, foram "montados" visando também este aspecto, no sentido do som se propagar no ambiente e internamente sintonizar com a mesma energia dos órgãos aos quais se precisa trabalhar, harmonizando o todo e espalhando-se no universo.


Há também os mantras cantados, o que na pratica se denomina comumente Kirtans, onde pessoas se reúnem e cantam os mantras que também podem ser entoados ou meditados, porem com o auxilio da musica.


A musica indiana e oriental é bem diferente da ocidental.


Tanto quanto o estudo do sânscrito no sentido de unir todos os benefícios ao se pronunciar as palavras como vimos acima, a musica indiana tem uma forma de escrita diferenciada, cuja musicalidade segue também toda uma função medicinal no organismo.


Sem entrar em tantos detalhes técnicos, costumo exemplificar o comparativo da seguinte forma:


Quando ouvimos uma musica clássica, ou uma que gostamos, conseguimos despertar conforme sua melodia lembranças, afeto, tristeza, canalizar magoas, nos motivar, etc, já toda musica indiana visa unicamente o harmonizar-nos. É como que colocar um fio 110w em uma tomada 110w. As outras musicas não agem totalmente com esta profundidade.


Na musica oriental e na maioria dos instrumentos, não há cordas que tocadas ao acaso causem desafinamento de acordes - o que se chama de musica pentatonica.


Entao, resumidamente, há toda uma ampla gama de diferenciais.


Assim, começamos então a entender que estas palavras não são tão sem sentido...


Um dado curioso é que posteriormente, com o latim, o nosso Pai Nosso, ainda herdava parte deste intuito maior, do cantar/rezar e também atingir efeitos ressonantes internos. Mas infelizmente com as futuras traduções, foi-se aborda ndo mais o sentido da oração, do que preservar o sentido o conjunto atuante da força/efeito das palavras no organismo em conjunto com a mentalização da oração, trabalhando todos os nossos aspectos. Uma pena...


Assim, muito se diga não haver necessidade de entendimento dos mantras, creio que quanto maior a informação, melhor a sintonia, lembrando que todos os seres vivos, sejam plantas, animais e humanos se beneficiam notavelmente com estes sons!




Não há produtos neste departamento

Caro Visitante


É proibida a Reprodução de:

  • Grafia similar ou figura idêntica contida nos nossos LOGOS - símbolos e nomes devidamente registrados no Instituto de Marcas e Patentes
  • Reprodução de nossos textos informativos de nossa autoria
  •  Reprodução dos textos "slogans" (chamadas) dos anuncios

Para seu uso pessoal, direcionando nossos clientes a seu site/anuncio, pois caracteriza oportunismo desleal e desvio de clientela,  sujeito a indenização conforme a previsão da Lei 9.610/98.